terça-feira, 23 de junho de 2009

Culpem a professora Maria Cleire, do Colégio Dante Alighieri

Além de ter sido minha professora de portuguêm, ela é a culpada de eu gostar de escrever. Ela me ensinou. Ela me incentivou. O incentivo foi para além da sala de aula. Ela me incentivou a entrar para o grupo de teatro da escola, que estava montando a peça A Divina Comnédia. Quem adaptou o roteiro foi essa professora iluminada. Lembro dela lendo o texto com o grupo, passando a magia da história, aumentando nosso interesse. Ela era expert nisso. Sua voz, seu modo de falar, envolve quem a ouve. Quando estávamos perto da estréia, o inesperado: sua retina descolou e ela teve de operar. Após operar, ela deveria ficar de cama, olhando apenas para baixo. Não poderia assistir a peça que ela, com tanto carinho, adaptou. Mais do que ninguém, ela acreditava na montagem, acreditava em seus alunos. A apresentação que faríamos, era para ela. Ao receber a notícia, chorei. Olhei em minha volta e vi que todos choravam. Culpem Maria Cleire. Ela despertou emoções até então escondidas até mesmo em quem não era seu aluno de Português.

5 comentários:

Isabela Lennon disse...

Nossa, que lindo isso!
Tem professores que acabam tendo um papel super marcante na nossa vida...

Tayane Scott disse...

Noossa que lindo. Vou culpá-la por fazer você escrever tão bem e ter um blog tão legal huahauhauhaa Ai esses professores...

Sam disse...

Uaaau, você estudou no Dante! *-*
Tive dois professores, o de matemática, e o de história. Mas quis falar só sobre o de história, que é o que me fez ser quem sou :)

beijos!

Jhé Cruz disse...

Pode ter certeza que ela tem muito orgulh ode vocês.

biiah disse...

chorei :')

 
BlogBlogs.Com.Br