terça-feira, 14 de maio de 2013

Confissão


Eu sinceramente não entendo porque a Nina me escolheu como humana favorita.

Eu abandono ela todos os dias para ir trabalhar. Sem querer, chuto ela todas as noites enquanto dormimos. Às vezes dou mais atenção a coisas nada importantes ao invés de brincar com ela ou fazer carinho compulsivamente na barriguinha dela, do jeito que ela gosta. E muitas vezes tropeço nela quando ando pela casa.
Mesmo assim, ela continua me esperando todos os dias na janela. Continua dormindo coladinha em mim (e dorme de forma super desconfortável quando dividimos nossa cama de solteiro com o Vítor). Ela continua insistindo para que eu acaricie sua barriguinha; ela não desiste. E continua andando colada aos meus pés, aonde quer que eu vá (exceto quando vou para a parte de baixo da minha casa, local em que ela só vai se souber que valerá MUITO a pena... Porque né... Cansa subir e descer escadas...).
É, Nina... Eu não te mereço! Pergunte à Lilica...

Ela te dirá que vale muito mais a pena escolher a vovó como humana favorita.

2 comentários:

ilustradas disse...

Ahhh, amor incondicional é isso né?

David disse...

Eu amo os animais e tenho dois cães. Eu gosto de levá-los para passear e brincar com eles. Eu gostaria de saber os restaurantes em moema que permitem animais porque eu queria ir comer e ir com eles. obrigado

 
BlogBlogs.Com.Br