terça-feira, 19 de agosto de 2014

I see pessoas escrotas.

All the time. No Secret, para ser mais específica.

Lembra que ontem eu comecei falando do Secret? Pois é, hoje quero falar sobre algumas pessoas que estão nele - e que, infelizmente, são meus amigos no Facebook.


Na teoria, a proposta do aplicativo era bem legal: você poderia se abrir, sem medo de ser julgado, e quem lesse a postagem poderia conversar com você sobre o assunto abertamente, porque o anonimato permite que você seja... verdadeiro, sem dedos para aconselhar, certo?
Se formos ver posts gringos, muita gente conta segredos que não tem coragem de contar a ninguém, e as pessoas aconselham, conversam...
Mas estamos no Brasil, e vocês sabem que no Brasil...



Quando comecei a fuçar o aplicativo, vi que tinha muita gente pelada, muita gente falando besteira e, claro, algumas (poucas) pessoas engraçadas.
Mas tinha também gente querendo se abrir, querendo conselhos. E aí veio a decepção com alguns amigos e amigos de amigos: zueira com os problemas alheios. Não para a pessoa se animar, mas colocando a pessoa mais pra baixo ainda. Tipo "bule" mesmo.

Sério, gente?


Por isso, inspirada por um encosto espírito de porco jornalístico de quinta categoria investigativo, comecei a lançar postagens falsas que soavam a "Ei, essa pessoa tem um problema psicológico/problema sério, galera, vamos ajudar!"

Vamos aos resultados?

Pessoa com um distúrbio alimentar:


Fiz um também indicando bulimia. Felizmente as pessoas foram mais compreensivas com esse problema. Claro, anorexia e bulimia são problemas sérios, mas comer incontrolavelmente também é. E uma pessoa assim precisa de ajuda.

Pessoas que sempre foram gordinhas e nunca conseguiram emagrecer, mesmo se esforçando muito:



Isso porque no post dizia: "sempre fui gordinha" e "cansada de fazer exercícios e dieta e não ter resultado". Mais um preconceito com o gordinho (além da pessoa NÃO LER O QUE A FUCKING POSTAGEM DIZ). Quem olha um gordinho já acha que é falta de esforço, falta de força de vontade, excesso de pizza... Mas nunca pensa que pode ser uma questão genética, hormonal, algum problema de saúde... 
OBS: E nem passa pela cabeça da pessoa, ao ver um gordinho saltitante na rua, que ele pode apenas ser gordinho porque está feliz assim. Carajos.

Pessoa querendo sair do armário, mas com medo da reação mãe:

Ah, a primeira pessoa foi legal!


Sempre tem um que menospreza os problemas dos outros, né? "Se mata" você, Mr Peça de Quebra-Cabeça.

Pessoa com um problema amoroso MUITO chato:

Esse é mais um problema que as pessoas desmerecem: o amoroso.
Só quem viveu uma situação amorosa horrorosa sabe o quanto um problema amoroso afeta nossa vida (podendo desencadear uma série de outros problemas mais sérios).
Não conheço ninguém que nunca tenha tido uma decepção amorosa, mas não sei, parece que depois que o problema passa, a pessoa esquece que passou por isso e acha besteira quando outra pessoa passa pela mesma situação.
Um dia a tristeza passa? Passa. Mas enquanto não passa, parece o fim do mundo. E tudo que a pessoa não precisa é alguém falando "ser corno ou não ser" pra ela.

Fobias:

Boa! Mas espere... 


Mais uma pessoa desinformada que não sabe que problemas assim existem. E MUITO.

Depressão:



A pessoa do comentário duplo fala como se fosse expert no assunto, mas posso dar minha opinião de quem já teve depressão (diagnosticada, beeeeijos ;*) duas vezes?
O pedido de socorro da pessoa pode se manifestar de MUITAS formas. Inclusive nesse app besta. 
Aliás, sabia que muitas doenças psiquiátricas/psicológicas/whatever se manifestam na adolescência? Mas não quer dizer que quem está com depressão seja um adolescente. Tenha mais cuidado na hora de lidar com alguém que esteja manifestando um sinal assim, Sr Cone.


Eu poderia esperar mais respostas, poderia ter feito mais postagens.
Mas o nojo que isso me causou foi tanto que decidi parar por aqui.
E fica meu pedido: se você está lendo isso e percebeu que é autor de um dos comentários maldosos, saiba que não tem como eu te identificar, mas peço que por favor me delete de seu Facebook.

Se você foi autor de algum comentário fofo e compreensivo: você mora no meu coração, mesmo sem eu saber quem você é :)




Nenhum comentário:

 
BlogBlogs.Com.Br